terça-feira, 7 de abril de 2009

4 anos de junk food, rolês zoados, palavrões, filosofias deprimentes e muita bobagem

Há quatro anos atrás havia um garoto de 18 anos. Não sabia o que queria da vida. Na verdade, não fazia nada dela. Teve suas paixões na época e as perdeu, teve suas ambições e as perdeu, teve seus momentos e os perdeu, teve a si mesmo e se perdeu. Hoje, aos 22 anos, continua igual, perdendo tudo até onde consegue. É um perdedor tão talentoso, que até esse talento perdeu. Só não perdeu a sanidade e a identidade... Ainda.

Odiava fotologs, nada o irritava mais do que entrar em um flog e ver sempre as mesmas fotos com as mesmas legendas do tipo "Eu, a Bru e a Pri na baladinha no sábado". Era irritante. É irritante. Tem vontade de explodir toda essa gente só de pensar. Todos os usuários de fotolog que conhecia faziam a mesmíssima coisa! Não é possível que essas pessoas eram tão obtusas. Aí criou seu próprio fotolog e o chamou de "/verdex", porque já havia um infeliz que utilizava "/verde" e nem atualizava. Decidiu que só postaria algo se tivesse algo para falar e não mostraria seu rosto nas fotos postadas (houve exceções). Não porque achava que era bom fazendo isso, era só para desafiar mesmo. Haviam pessoas que diziam que ele não conseguiria, uma hora a criatividade ia sumir e ia acabar postando alguma frase ou uma letra de música, só para não deixar parado, e ele respondia "Nem fodendo! Se não tiver nenhuma idéia, nem posto". E cumpriu! Mesmo para falar merda, ele não fez um post medíocre! Irrelevantes, sim (todos). Medíocres, não! Eventualmente, seu flog virou um blog. Este blog. E continua tudo igual!

... Engraçado, acabei de me dar conta que estava falando de mim mesmo na terceira pessoa. Lá se vai a identidade...
(E, acredite se quiser, isso nem foi uma brincadeira. -.-')

Tá, chega de historinha. Quatro anos falando as mesmas merdas, da mesma forma idiota, sobre os assuntos mais bestas do mundo. As chances de você, lendo isso, ter acompanhado a maior parte desse tempo são grandes. É nesse exato momento que lhe pergunto: você tem problema? Não é possível que você goste tanto de mim para continuar aparecendo por aqui. Se você quer detonar sua mente, use alguma droga, fique chapado(a)! Se quer se torturar, tem meios melhores! Mas não, você lê meu blog! Que idéia babaca!

Apesar de isso ser insano, sou muito grato! Na verdade, devo certas coisas ao meu antigo fotolog. Por exemplo: em parte (apenas em parte), estudo jornalismo por causa dele. Não vou contar a história aqui porque simplesmente não tenho saco. E não faz diferença. Tipo, e daí que faço esse curso por causa daquele lixo? Foda-se!

Mas voltando ao assunto, realmente, obrigado pela sua visita, sua leitura, seus comentários, suas críticas, tudo. Quando tudo isso começou eu pensava "Que imbecil que eu sou. Não acredito que estou postando nesta merda de novo. Por que eu faço isso? Por quê?" E hoje eu sei a resposta: porque é divertido! Eu realmente me apaixonei por uma coisa que odiava, porque achei uma utilidade nela! Utilidade para mim, claro! É aqui que posso falar o que eu quiser! Nesse exato momento, não tenho absolutamente nada para dizer! Na verdade, escrevi isso nos últimos minutos antes de postar, pois esqueci do aniversário de novo! A foto foi tirada na correria, estou até com uma barba tosca que esqueci de fazer! Cara, isso aqui é demais! Você leu tudo isso e eu não disse absolutamente nada! E eu não estou dando a mínima! Danem-se os textos estruturados e com conteúdo. Nesse momento, em comemoração aos quatro anos, quero escrever como escrevia antigamente: nada, do jeito que me vem na cabeça! Sem frases elaboradas, sem idéias prévias, nada! A bosta lírica em seu estado mais puro e fedorento ao sair da minha mente imunda!

Além disso, para aproveitar a data, cumpro ainda uma promessa: estão vendo o sapo de pelúcia em cima de minha cabeça? É o Patrick. E não, não fui eu quem deu esse nome gay e sim os que me presentearam. Um casal de velhos amigos meus, Denise e TT, me deram esse sapo e eu havia prometido que ia fazer um post com ele. Obrigado aos dois! Nem preciso dizer que vocês são fodas, né? Enfim, demorei mas postei. Me deram no dia 20 de dezembro, então já faz um tempinho. Aliás, nesse dia rolou um show do Brigada Mundana no Outs também! Foi uma data que marcou muita coisa na minha vida. Foi um dia que valeu a pena, cheio de escolhas erradas e chances perdidas! YEAH!

É isso, fico por aqui. Parabéns ao blog por continuar vivo por tanto tempo. Parabéns para mim, por ter a cara de pau de mantê-lo. E parabéns para vocês, que continuam aqui! Lorenzo, Patrick e eu agradecemos. Agora vá ler algo que presta!

11 comentários:

Sato disse...

Antes que reclamem dos palavrões, já vou avisando uma coisa: eu não ligo!

Tchau!

Raphael TT disse...

Aeeeeee mr green!
Achei q vc ia esperar o patrick fazer aniversário para postá-lo..wauwuauwau
Vlw pela lembrança cara! Vc é o cara, se ta ligado.
Aliás, vc nessa foto ta com a cara de um tatuador daquele programa "Miami Ink"..nem sei o nome dele XD

gleyci pamplona disse...

Que o blog continue por anos, e anos, eu gosto de ler o que você escreve, companho a pouco tempo vc por aqui mais curto muit entrar ler tuas palavras. Continue assim Sato, bju no Lorenzo e no sapo. bjus pra vc Sato!

Denise disse...

nossa to ateh emocionada hauahauahua ai ve que lindo q o Patrick ficou na sua cabeça, e o nome dele nao é gay é lindo como vc!!!
tav Ve!!!
brigada por citar meu nome, apesar de não ter conteúdo foi o unico texto q eu entendi sem ao menos me preocupar em pensar haaauhauahaua
beijaooo

Leandro disse...

Eu até ia ler, mas me encontrei com o primeiro parágrefo e desisti.

Adeus.

Daniel Antunes disse...

Você não sabe pq a gente ainda entra aqui?Tudo bem, não leio mais.

Sem mais.

Sato disse...

Ai, que bicha!

Tanto faz, você nunca aparece aqui mesmo!

Areta disse...

eu continuo lendo maninho...
você tem problema? [ Sim, tenho! Mas todos tem não é?]
Não é possível que você goste tanto de mim para continuar aparecendo por aqui. [ Logico que gosto...]

Sabe por que ??

Por que ( O por que da resposta é junto ou separado ?? Ah vc me fala.) Então por que vc tem Taaaaaaaalento e não acredita ou finge que não acredita.

Satinho...adoro vc,e apesar de ter recusado o meu convite (vc sabe o que ...)
Continuo e continuarei gostando muuuuuito e acompanhando seus textos.

Beijos da sua hermana.

Letícia Ribeiro disse...

De nada (:

André L. G. Deliberato disse...

O Leandro escreve "parágrefo" ao invés de parágrafo.

Lamentável.

Há braços.

Carolina disse...

Muito poética a parte da "bosta lírica", adorei!!!

É verdade, eu também me lembro bem do dia 20 de dezembro de 2008, foi o dia em que eu NÃO fui convidada pra te ver!!!